144

1977.10

Joelho de Porco 2o. LP - Joelho de Porco

João Bosco 4o. LP - Tiro de Misericórdia

 

Em 10 de Novembro de 1977, 

Joelho de Porco, contratados no mês anterior pela global gravadora Som Livre, entram nos paulisanos Estúdios Reunidos (no prédio da TV Gazeta, na Av. Paulista) e iniciam as gravações de seu 2o. LP, homônimo que, por conta da capa, viria ser conhecido como o "do smoking". 

Tendo desde 1976 o ítalo-argentino Billy Bond nos vocais (substituindo Próspero Albanese que, em 1975, deixara o grupo para, temporariamente, seguir carreira como advogado), o novo LP curiosamente trás 4 faixas que já estavam presentes no 1o. álbum do grupo, apresentando apenas uma nova, e melhor,  "roupagem" (Boeing 723897, México lindo, Aeroporto de Congonhas e São Paulo by day) . 

As 5 inéditas foram gravadas, também de forma independente, como no 1o. disco, entre fevereiro e março de 1977.

Ainda assim, ao ser lançado em 25 de Janeiro de 1978, este foi o disco que projetou o Joelho em todo o Brasil, tornando-o um dos maiores ícones do rock brazuca setentista.

                                                           
                                                             
                                                           
                                                             
                                                           
                                                             
                                                           
                                                             
                                                           
                                       Ouça o LP completo clicando no link ao lado - Joelho de Porco            

____________________________________________________________________

Em 12 de Novembro de 1977,

João Bosco entra nos estúdios da RCA Victor carioca e inicia as gravações de Tiro de Misericórdia, seu 4o. LP.

Em seu lançamento, em 20/12/1977, o álbum apresenta alguns dos grandes clássicos da dupla João Bosco/Aldir Blanc, e da história da música brasileira, como a faixa título, Falso Brilhante (rregravada por Elis Regina no ano anterior, em seu LP homônimo) e Bijuterias (grande sucesso na abertura da novela global O Astro).

                                                               
                                                                
                                                               
                                                                
                                                                                            Ouça o LP completo no link ao lado: Tiro de Misericórdia

____________________________________________________________________

 

144