07

1902-1904

Os 1o. discos do Brasil

O Padre Cientista Brasileiro

 

1902: 

Gravação do 1º. disco no Brasil: 

Bahiano, artista de maior sucesso neste início de século, grava o lundu Isto é Bom, de Xisto Bahia num disco de uma única face.

O disco é gravado na Casa Edison, com selo da Odeon, e enviado para fabricação na Alemanha.

Fred Figner, proprietário da Casa Edison, a partir desse disco  abandona os cilindros de cera de Thomas Edison e passa a comercializar os discos de gravação lateral (de um lado apenas), inventados em 1887 por Emile Berliner.

As gravações eram de um só lado do disco, e este era de cera de carnaúba.

Os discos acabaram substituindo os cilindros de parafina amarela de Thomas Edison, usados até então.

                                     

              Ouça no link abaixo 

Isto é bom        

______________________________________________________

1902:

Ô Abre Alas, é A 2a. MÚSICA GRAVADA EM DISCO NA HISTÓRIA DO BRASIL .

A música foi composta em 1899 e gravada por Chiquinha Gonzaga sua autora.

O disco é gravado pela gravadora Casa Edison, pertencente à Casa Figner do Rio de Janeiro, e prensada na Alemanha pela gravadora Zonophone.

                                

                                        Ouça no link abaixo

Ô Abre Alas

____________________________________________________________________

1904: 

Os discos de cera de carnaúba, tocados por gramofones, começam a ser fabricados no Brasil,substituindo os cilindros musicais tocados pelos fonógrafos. 

Os discos de cera passam a compartilhar o mercado musical com a edição de partituras. 

Destacam-se as Casas Musicais do Rio de Janeiro como Casa Edison (até carro para entrega dos discos e partituras ela  possuia), Casa Odeon e Casa Arthur Napoleão

                                 
                                                                          
                                                                                                 
                                   
                      

____________________________________________________________________

1904:

Roberto Landell de Moura, padre e cientista brasileiro, obtém do "The Patent Office at Washington“ três patentes:

Transmissor de Ondas (precursor do rádio), em 11 de outubro, Telefone sem fio e, em 22 de novembro,  Telégrafo sem fio.

Ainda em 1904, o Padre Landell começa a projetar, de forma precursora, a transmissão da imagem à distancia, ou seja, TELEVISÃO,  e de textos, o Teletipo.

                                  
                

07