97    

1973.10

Som Nosso de Cada Dia 1o. LP (Snegs)

Sá & Guarabyra 1o. LP (Nunca)

Casa das Máquinas 1o. LP 

Originais do Samba 7o. LP

Antonio Carlos e Jocafi - compacto

 

Em 01 de Dezembro de 1973, 

Som Nosso de Cada Dia,  grupo paulistano que começara em 1971, grava s eu 1o. Álbum (LP), Snegs, um dos maiores clássicos da história do rock brasileiro (não só Progressivo, sua especialidade, mas, do rock em geral). 

O disco é uma obra prima tão genial que fez com que o grupo fosse convidado a abrir os shows da 1a. turnê que Alice Cooper fez pelo Brasil em julho do ano seguinte, 1974, com uma platéia de mais de 180 mil pessoas. 

Todos o consideram como o melhor disco da história do rock progressivo brasileiro (e um dos melhores do mundo inteiro), que influenciaria todos que seguiriam este gênero daí em diante.

                                       
         Ouça o LP completo no link abaixo 
Snegs         

__________________________________________________________________

Em 04 de Dezembro de 1973, 

Sá & Guarabyra, poucos meses após a saída de Zé Rodrix, que formava com eles o trio Sá, Rodrix e Guarabyra e seguiria, e tão, em carreira-solo, iniciam as gravações de seu 1º. LP como dupla:  Nunca. Nas gravações a dupla tem o auxílio luxuoso do grupo O Terço.

                             
           
  Ouça o LP completo no link abaixo
Nunca

__________________________________________________________________

Em 05 de Dezembro de 1973, 

Casa  das Máquinas, grupo formado no ano anterior (1972) por ex integrantes d'Os Incríveis (no início ainda com o nome "Novos Incríveis", que duraria quase até a gravação do 1o. disco) e que se tornaria um dos maiores ícones da história do rock brasileiro, inicia as gravações de seu 1o. Álbum (LP), homônimo, um dos discos mais cultuados do rock brasileiro em todos os tempos.

Nessa primeira formação eram: Netinho, Pisca (R.I.P.), José Aroldo Binda, Carlos Geraldo e Pique (R.I.P.)

A Musicastória agradece ao Netinho (Luiz Franco Thomaz), baterista, mentor e fundador do Casa das Máquinas.

As fotos abaixo, da 1a. formação do grupo em show de 1972, ainda como Novos Incríveis,  foi gentilmente cedida por ele, diretamente de seu acervo pessoal.

Já a foto em preto e branco dos Novos Incríveis, é do arquivo pessoal de José Aroldo Binda, na época baixista do grupo, a quem a Musicastória igualmente agradece.

                               
              Ouça o LP completo no link abaixo
Casa das Máquina s   

_________________________________________________________________

Em 15 de Dezembro de 1973, 

Os Originais do Samba iniciam as gravações de seu 7o. LP, Prá que tristeza.

O disco é recheado de alguns de seus maiores clássicos, pérolas do samba que até hoje tocam nas rádios de todo o país, como aconteceu desde o lançamento do disco, no início de 1974.

Estão presentes sucessos como: Saudades e flores, O samba do Arnesto (de Adoniran Barbosa), Cabeça que não tem juízo, Tragédia no fundo do mar (assassinato do camarão), Boato e Canto de amor.

Um ícone dos anos 1970

                                   
                  Ouça o LP completo no link abaixo
                       
Prá que tristeza 

____________________________________________________________________

Em 18 de Dezembro de 1973, 

Antonio Carlos e Jocafi lançam um compacto com dois de seus maiores sucessos, ícones do samba na década de 70, Toró de lágrimas e Fraqueza.

As duas são muito tocadas nas rádios em todo o Brasil até os dias de hoje.

                                   
Ouça no 

97