113

1975.6

Rita Lee e Tutti-Frutti 2o. LP - Fruto Proibido

Paulinho da Viola 7o. LP

Novela Gabriela - LP Trilha Sonora

Moraes Moreira 1o. LP solo

Novela Bravo LP Trilha Sonora

Em 02 de Abril de 1975,

Rita Lee e o grupo Tutti-Frutti entram nos Estúdios Eldorado (São Paulo) para iniciar a gravação (em 16 canais) do2o. álbum solo oficial do grupoFruto Proibido.

Entre 15-08 e 16-09 de 1973 ela e o grupo haviam gravado um álbum ao vivo, com uma pequena platéiaSeria o 1o. disco gravado com produção de Liminha, o antigo parceiro de Rita n'Os Mutantes.

André Midani, diretor da gravadora Phillips (e, dizem, affair de Rita na época) não gostou do repertório e das gravações, vetando o lançamento do disco.

Esse lançamento só ocorreria 35 anos depois, em 2008como disco pirata, por iniciativa de um grupo de fãs europeus.

A escolha do nome do disco, Cilibrinas do Éden, foi desse grupo de fãs que o lançou. Se fosse lançado oficialmente na época, certamente seria chamado de Tutti-Frutti, nome do show.

Oficialmente, Rita ainda com Os Mutantes gravara 2 discos solo (na verdade com a participação do grupo, mas, por interesse da gravadora, lançados como só dela): Build up (de 1970) e Hoje é o primeiro dia do resto de sua vida (de 1972); e, já com o Tutti-Frutti (sem contar com o não lançado Cilibrinas do Éden), mais 1: Atrás do porto tem uma cidade (de 1974)

Poucos dias antes do início das gravações, Lucinha Turnbull, sentindo-se menosprezada pelo grupo, acabaria por sair do Tutti-Frutti, tentando uma carreira solo que, infelizmente, nunca decolaria de verdade, apesar de seu enorme talento e carisma.

O disco, lançado em 26 de junho pela Som Livre, é o 1º. grande sucesso de sua carreira solo (mais de 700.000 cópias vendidas no 1o .ano) e, 
unanimemente, considerado o melhor disco de rock brasileiro de todos os tempos, um ícone eterno, a ponto da edição brasileira da revista Rolling Stone indicá-lo como o número 16 entre os 100 Discos Brasileiros Mais Importantes de Todos os Tempos.

Fruto Proibido, seu 2o. com o novo grupo,  seria lançado em 26 de junho de 1975 pela Som Livre (da Rede Globo), tornando-se 1º. grande sucesso de sua carreira solo (mais de 700.000 cópias vendidasno 1o. ano) e é unanimemente considerado o melhor disco de rock brasileiro de todos os tempos, um ícone eterno a ponto da edição brasileira da revista Rolling Stone indicá-lo como o número 16 entre os 100 Discos Brasileiros Mais Importantes de Todos os Tempos.

A importância do álbum é tanta que há datas comemorativas, como a que ocorreu em 2010, aos 35 anos de seu lançamento, marcados com um programa especial da Radio Cultura voltado apenas ao disco.

                                
                                   
                        
                              
                       
                                   
                               

                         
                            
                           
                          Ouça o LP completo no link ao lado:           Fruto Proibido

____________________________________________________________________

Em 05 de Abril de 1975, 

Paulinho da Viola entra nos estúdios da Odeon carioca, onde inicia as gravações de seu 7o. LP, homônimo, mas, conhecido como Amor à natureza.

O disco, lançado no início de junho, recheado de pérolas, trás um dos maiores ícones do samba de todos os tempos, Argumento, uma crítica a Benito Di Paula, grande sucesso na época,  que fazia samba ao piano.


                               Ouça o LP completo nos links abaixo                                1 - E a vida continua / 2 - Argumento / 3 - Vida / 4 -  Nova alegria /              5 - Amor à natureza / 6 -  Jaqueira da Portela / 7 - Mensagem de adeus /   8 - Cavaco emprestado / 9 - Chuva / 10 - Nada se perdeu 

____________________________________________________________________

Em 14 de Abril de 1975, 

Gabriela é o nome da novela global das 22 hrs. que estréia nesse dia, trazendo no LP de sua trilha sonora alguns dos maiores clássicos da música brasileira, tais como Coração ateu (Maria Bethânia), Guitarra baiana (do 1o. LP solo de Moraes Moreira), Alegre menina (Djavan), Modinha para Gabriela (Gal Costa) e Filho da Bahia (Fafá de Belém).

   

                                                                                Ouça o LP completo no link ao lado: Gabriela

____________________________________________________________________

Em 20 de Maio de 1975,

Moraes Moreira, que deixara os Novos Baianos em setembro de 1974, pouco antes do início das gravações de Vamos pro mundo, o 5o. LP do grupo (embora a maioria das músicas deste disco sejam dele), inicia as gravações de seu 1o. LP solo.

Neste primeiro disco solo Moraes conta com Armandinho Macedo (filho de Armando Macedo, criador, junto com o amigo Osmar, do primeiro trio elétrico - Dodô e Osmar), Dadi Carvalho (ex-Novo Baiano), Gustavo Schroeter (ex-Veludo e A Bolha) e Mú Carvalho (irmão de Dadi) como instrumentistas, ressaltando a influência rock que sempre esteve presente nos trabalhos anteriores de Moraes, mas já investindo em novas direções, como no exemplo da composição Guitarra Baiana

Esse núcleo instrumental seria (a partir de 1977), juntamente com o percussionista Ary Dias, a formação original do grupo A Cor do SomNa verdade, A Cor do Som era um grupo que (excetuando Gustavo Schroeter e Ary Dias) acompanhava os Novos Baianos praticamente desde o seu início, mas que teria vida própria apenas com o lançamento de seu 1o. LP, em 1977.

Este LP trás também uma surpreendente versão da música Se você pensa, de Roberto e Erasmo Carlos. 

Apesar da excelente qualidade (todas as demais músicas são de Moraes) o álbum, mesmo com toda a promoção da Som Livre, gravadora da poderosa Rede Globo, quando lançado, em outubro de 1975, não alcançaria vendagens significativas.

Somente com o lançamento do 2o. LP solo (Cara e Coração, de 1977) é que Moraes alcançaria, com o hit Pombo Correio, o reconhecimento do grande público para sua carreira solo.

                                      Ouça o LP completo no link ao lado:      Moraes Moreira

____________________________________________________________________

Em 16 de Junho de 1975, 

Bravo é o nome da novela global das 19 horas que estréia nesse dia, trazendo no LP de sua trilha sonora grandes hits dos anos 70, como: Esse tal de Roque Enrow (Rita Lee), Agora só falta você (Rita Lee) e Dentro de mim mora um anjo (Sueli Costa).

 Ouça o LP completo nos links abaixo:
1 - 
Esse tal de Roque Enrow (Rita Lee) / 2 - Sempre cantando (Moraes Moreira) / 3 - O amor contra o tempo (Denise Emmer) / 4 - Um resto de sol (Gerson Conrad e Zezé Motta) / 5 - Agora só falta você (Rita Lee) /
6 -
Montanhês (Denise Emmer) / 7 - Dentro de mim mora um anjo (Sueli Costa)

113